De todos os loucos do mundo eu quis você , porque sua loucura parece um pouco com a minha
- Clarice Falcão
theme por encantei-me, dtls negatividade e nostalgia-surreal.
1 2 3
“Acho que me apaixonei, não pela sua voz, ou pelo seu carinho, ou até mesmo pela cor dos seus olhos, ou quando sorri sem jeito. Acho que me apaixonei pelo seu abraço, aquele bastante apertado, que as vezes me deixa sem ar, me apaixonei pelo seu boa noite, e até pelo seu bom dia. Ah! Quase ia esquecendo, me apaixonei por você naquele dia chuvoso, em que te abracei e coloquei minhas mãos embaixo da tua camisa enquanto você me apertava entre teus braços a fim de me esquentar. Me apaixonei pelo teus lábios nos meus e como você me deixa sempre querendo mais um pedaço de você.”
O Diário de Sofi (via verbeais)


“É ele cara. E não poderia ser mais ninguém. Eu queria assim, e ele também. Mas algo não estava certo, pelo menos não naquela hora, não naquele dia, não naquela semana. Talvez o problema fosse aquele ano, nunca me dei bem com números pares. Dois mil e doze, não soa legal nem no modo de dizer. Dois mil, ou doze, algo estava errado nisso. Eu queria tanto que fosse nosso ano, ou nosso dia, ou nossas vidas. Mas, caramba, nada conspirava a nosso favor, a não ser nós mesmos e a vontade de estarmos juntos.”
Eu, você e um mundo todo errado. (via se-eu-pudesse)

f(x) + colors


“Só não se esqueça que eu também sei pisar, sei ignorar, e principalmente: Sei esquecer.
Geovane Pereira  (via fabricando-ilusoes)

marcusandmax:

When Kyuhyun sees a little girl (´▽`ʃƪ).


cr:DirtyPop1938
└ Terms of use → Full copyright goes to the photographer.
Any kind of modification and commercial use is prohibited.



iloveporkandbeans:

YOUUUUUUUUUUUUUU AREEEEEEEEEEEE SO BEAUTIFULLLLLLLLLLLLLLLLLLLL…

TO MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE…

CAN’T YOU SEEEEEEEEEEEEEEEE EEEEEEeee EEEEEEEeeeeee! <3

(credit as tagged)


morrer, afinal, é algo diário

se-eu-pudesse:

 

bip bip, seu despertador toca às 05:30, você desliga e se joga na cama, morre por isso, mas levanta. sua rotina te cansa, você anda, corre, respira, inspira, pira, para, repara em tudo e em nada, morre. revive, o ônibus está lotado, solta uma dúzia de palavrões, chega em casa, toma um banho e se deita. implora aos céus para que o amanhã seja diferente, mas nunca é. e no meio da oração você apaga, morre de cansaço… bip bip, acorda, já são 05:30.